Boi Gordo: Mercado está travado à espera de preços melhores, diz Radar Investimentos

Publicado em 16/07/2019 16:18
668 exibições
Entrevista com Douglas Coelho - Sócio da Radar Investimentos sobre o Mercado do Boi Gordo
Douglas Coelho - Sócio da Radar Investimentos

Podcast

Entrevista com Douglas Coelho - Sócio da Radar Investimentos sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

Os ritmos de negócios no mercado do boi gordo estão lentos se comparado com a semana anterior e os preços praticados no estado de São Paulo estão desiguais. Atualmente, os frigoríficos estão ofertando para o boi ao redor de R$ 152,00/@ e os pecuaristas querem comercializar nos patamares de R$ 154,00/@.

De acordo com o Sócio da Radar Investimentos, Douglas Coelho, as geadas que aconteceram no final de semana passado estimularam as negociações. “Nós fizemos um levantamento e apuramos que as escalas entre terça-feira e quarta-feira da semana anterior ganharam tração, na qual os frigoríficos conseguiram alongar as escalas de abate”, afirma.

Depois das geadas, o mercado do boi gordo começou andar em ritmo lento e as escalas de abate encurtaram. “Nós acreditamos que aqueles animais de final de safra foram desovados por conta das temperaturas mais baixas. Isso acaba colaborando para observarmos um vácuo maior de oferta entre agosto e setembro”, comenta.

Durante os meses de agosto e setembro, os confinamentos não vão estar tão ativos e com uma concentração de oferta como nos meses de outubro e novembro. Os frigoríficos que estão atendendo as demandas da China estão ofertando valores ao redor de R$ 157,00/@ a R$ 158,00/@, a vista.

Com relação aos preços, Coelho destaca que a tendência é que as referências para o boi gordo aumentem no mês de agosto. “Podemos dizer que a safra já chegou ao fim e podemos ver o cenário do mercado com bons olhos futuramente", diz. 

Por: João Batista Olivi e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário