Pequenos e médios pecuaristas de Uberaba-MG adotam a dieta alto grão como ferramenta de ajuste para produção em confinamento

Publicado em 31/07/2019 14:02 e atualizado em 31/07/2019 17:24
807 exibições
Esse tipo de dieta facilita o confinamento sem a utilização de forragens e com baixos investimentos em maquinários e mão-de-obra
Romeu Borges de Araujo Júnior - Pecuarista e Engenheiro Agrônomo

Podcast

Entrevista com Romeu Borges de Araujo Júnior - Pecuarista e Engenheiro Agrônomo sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

Na região de Uberaba/MG, os pecuaristas estão adotando uma técnica de dieta do alto grão como forma de facilitar o confinamento sem ter que adotar a utilização de forragens. Além disso, essa técnica tem baixo investimento e com apenas R$180,00 o pecuarista consegue alimentar o animal o mês inteiro.   

De acordo com o pecuarista e engenheiro agrônomo, Romeu Borges de Araújo Junior, o mercado está andando de lado. “Nós estamos observando está tudo bem travado e o boi está cotado a R$ 153,00/@ para descontar o funrural com um prazo de 30 dias. Além disso, as referências para o boi Europa estão em torno de R$ 155,00/@”, comenta.

A expectativa é que as referências melhorem no final de agosto devido a uma falta de oferta. “Muitos produtores tiveram que antecipar a desova de animais devido às geadas no início de julho e esses animais vão fazer falta na primeira quinzena de setembro. Outra questão que está impactando, é que os preços do boi no norte aumentaram e abater no sudeste está ficando inviável”, salienta.

Por: Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário