Mato Grosso tem 7 plantas habilitadas para a China e produtores esperam que aumento da demanda reflita em melhora nas cotações @

Publicado em 10/09/2019 13:14 e atualizado em 10/09/2019 14:30
1212 exibições
Com boi China, média nos preços de venda pode aumentar no estado
Neto Gouveia - Presidente da Comissão de Pecuária da Famato

Podcast

Entrevista com Neto Gouveia - Presidente da Comissão de Pecuária da Famato sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

No estado do Mato Grosso, os pecuaristas estão otimistas com o mercado do boi por conta dos 17 frigoríficos habilitados a exportar para a China, sete se encontram na localidade.  Além disso, a tendência é que as referências aumentem no final do ano com uma oferta restrita de animais.

De acordo com o Presidente da Comissão de Pecuária da Famato, Neto Gouveia, a habilitação de frigoríficos que podem exportar para a China chegou em um ótimo momento. “Nós já exportamos carne via Hong Kong para a China tem um bom tempo, mas agora enviar nosso produto para lá, sendo que das 17 plantas habilitadas sete se encontram no estado do Mato Grosso”, afirma.

Após o anuncio do Ministério da Agricultura, o mercado futuro respondeu mais rápido que o mercado físico. “Nesta semana, os preços balcão estão ao redor de R$ 144,00/@ a R$ 145,00/@ para o boi gordo. A vaca está na faixa dos R$ 137,00/@, mas é muito difícil exportar fêmea que fica para o consumo interno”, destaca.

A liderança ressalta que os pecuaristas estão muito otimistas com o cenário, mesmo a maioria dos produtores estarem descapitalizados. “Tem uma projeção muito significativa de melhora nos preços para novembro a dezembro em função da melhora na economia e não terá pastos de qualidade diminuindo a oferta de confinamento”, aponta.

Por: Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário