Diferencial Boi X Carne, atinge níveis recordes e sinaliza que frigoríficos têm fôlego para pagar mais pela arroba

Publicado em 04/12/2019 15:50 e atualizado em 04/12/2019 16:40
2662 exibições
No entanto, frigoríficos saem das compras e pressionam por preços mais baratos da arroba, aproveitando esfriamento do mercado
Douglas Coelho - Sócio da Radar Investimentos

Podcast

Mercado do Boi Gordo - Entrevista com Douglas Coelho - Sócio da Radar Investimentos

Download

LOGO nalogo

Com a alta da arroba do boi gordo, as margens de rentabilidade das indústrias passaram de 7,2 p.p para 21 p.p nos últimos dias. “As margens dos frigoríficos eram muito mais apertadas do que observadas atualmente. A partir do dia 08 de novembro, as margens deram um salto relevante e isso chama bastante a atenção”, relata o sócio da Radar Investimentos, Douglas Coelho.

As indústrias estão tentando amenizar o ímpeto de alta da arroba desde a sexta-feira passada. “Os frigoríficos estão ofertando preços menores para a arroba do boi gordo e o ritmo de negócios ainda é lento. Os preços de balcão em São Paulo giram ao redor dos R$ 210,00/@ até R$ 220,00/@”, comenta.

As indústrias alegam que as ofertas menores de preços são em decorrência do alongamento das escalas de abate e que a demanda interna reduziu se comparada aos dias anteriores. “A necessidades das indústrias são para os dias onze e treze de dezembro e alguns frigoríficos tem contratos com grandes parceiros, na qual conseguem trabalhar de uma forma melhor as programações”, afirma.

Com relação às exportações, a Secretária divulgou uma revisão positiva do volume embarcado em que aumento o recorde do total embarcado em outubro para 170,5 mil toneladas. “Isso reforça o otimismo com a demanda externa e a expectativa é que dezembro embarque um volume menor que foi exportado em novembro”, destaca.

Por: Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário