Compradores já retomam contato com pecuaristas na região de Araçatuba-SP em busca de animais para abate; escalas são de 3 dias

Publicado em 27/01/2020 13:18 e atualizado em 27/01/2020 14:37
2276 exibições
Mas negócios ainda seguem travados e agora é a vez do pecuarista tentar preços melhores pela arroba
Francisco Brandão - Vice-Presidente do Siran

Podcast

Entrevista com Francisco Brandão - Vice-Presidente do Siran sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

Nesta segunda-feira (27), as indústrias frigorificas do estado de São Paulo já começaram a especular no mercado do boi gordo e ir atrás dos pecuaristas para avançar nas negociações, na qual estão ao redor de R$ 192,00/@. Com a chegada do mês de fevereiro, a expectativa é que o consumo interno melhore após volta ás aulas e feriado de carnaval.  

De acordo com o Vice-Presidente do Sindicato Rural da Alta Noroeste (Siran), Francisco Brandão, a expectativa é que o consumo interno fique mais aquecido com o carnaval e a volta ás aulas. “Eu estou sentindo que os frigoríficos menores já começaram a ligar para os pecuaristas para especular os preços, mas estão ocorrendo negócios nos valores de R$ 192,00/@ e é um valor razoável”, comenta.

No entanto, a maior parte dos produtores rurais está segurando os animais nos pastos para gerenciar a entrada de gado. “Tem muitos pecuaristas que estão aguardando a retomada das cotações, sendo que muitos estão aguardando o retorno da demanda chinesa. Está tudo favorável para o mercado, porém eu não acho que vai voltar aos patamares que observamos em dezembro”, aponta.

Com relação às programações de abate, a liderança destaca que giram ao redor de 3 dias úteis. “As vendas começam a ficar intensas a partir da terça-feira”, disse. Na opinião de Brandão, o valor ideal seria próximo de R$ 210,00/@ já que os preços ficaram depreciados por muito tempo.

Por: Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário