Dezembro começa de olho na demanda interna por carne bovina e poucas chances para altas na arroba do boi

Publicado em 01/12/2020 12:53 e atualizado em 01/12/2020 18:33 2733 exibições
Yago Travagini Ferreira - Analista de Mercado da Agrifatto
Entrevista com Yago Travagini Ferreira - Analista de Mercado da Agrifatto sobre o Mercado do Boi Gordo

Podcast

Entrevista com Yago Travagini Ferreira - Analista de Mercado da Agrifatto sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

Com o início do mês de dezembro, o setor pecuário está acompanhando o movimento da demanda interna por carne bovina e se terá novos repasses de preços. Os recebimentos dos salários mais o décimo terceiro deve contribuir para o escoamento da carne. “Nós devemos ter uma demanda interna mais aquecida para a preparação das festas de final de ano e isso vai contribuir para a sustentação dos preços da arroba”, afirmou o Analista de Mercado da Agrifatto, Yago Travagini Ferreira.

O preço da carne bovina tem registrado recuo no atacado acompanhando o movimento de desvalorização da arroba do boi gordo. Atualmente, a carcaça bovina está cotada a R$ 18,00/kg. “Essa pressão do varejo resultou em um atacado mais barato que influenciou os preços do boi gordo”, relatou.

As indústrias frigoríficas estão com as programações de abate mais confortáveis nesta semana, principalmente no estado de São Paulo que conta com uma média de sete dias úteis. “Houve uma melhora na oferta de animais que possibilitou os frigoríficos preencherem as escalas de abate. Esse cenário não se restringe apenas as praças paulistas, mas também o estado de Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul que estão com as escalas mais alongadas”, informou.

Do lado da demanda externa, a expectativa do mercado é que tenha uma redução sazonal do volume embarcado já que a potência asiática reduz as compras devido ao feriado de ano novo lunar. “Os chineses costumam reduzir os embarques no primeiro semestre do ano e isso justifica as exportações serem mais aquecidas entre outubro e novembro”, destacou.

Por:
Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário