Boi de R$ 300/@ pode se consolidar com oferta apertada de animais, dólar acima de R$ 5,20 e manutenção da demanda chinesa

Publicado em 14/01/2021 13:00 e atualizado em 14/01/2021 14:49 4527 exibições
Caio Junqueira - Analista de Mercado da Cross Investimentos
Oferta restrita é consequência da antecipação do abate para atender demanda do final de ano

Podcast

Entrevista com Caio Junqueira - Analista de Mercado da Cross Investimentos sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

Em entrevista ao Notícias Agrícolas, o Analista de Mercado da Cross Investimentos, Caio Junqueira, destacou que ocorreram alguns negócios pontuais para o boi gordo e novilha ao redor de R$ 300,00/@. “Preços nestes patamares foram realizados no estado de Minas Gerais com frigoríficos de pequeno porte e regionais. Os animais que foram comercializados neste patamar estavam muito bem acabados e foram engordados no confinamento”, comenta.

A expectativa do mercado que ainda nesta semana, os preços fiquem no estado de São Paulo chegue aos R$ 300,00/@. “Como o cenário das programações de abate está em níveis curtos algum frigorífico deve pagar por esses preços. As indústrias vão ter que se equilibrar com o câmbio, novos clientes e oferta restrita de animais”, relata.

Do lado da oferta, o analista reforça que ainda tem poucos animais de confinamento para entrar no mercado. “O volume de animais confinados para o abate deve acabar em fevereiro e vamos contar apenas com os animais de pasto. Por isso, devemos ter um período bem restrito com oferta nos próximos meses”, aponta.

Com relação ao mercado interno, o cenário é de pouco consumo que vem passando por períodos complicados com a retirada do auxílio emergencial e taxa de desemprego elevado. “A exportações aquecidas estão contribuindo para a sustentação dos preços da carne no mercado doméstico e que acaba ajudando na margem das indústrias”, afirma Junqueira.

Por:
Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário