Diferença de preços entre boi china e boi comum chega a R$20 na semana onde as exportações ganharam fôlego com alta do dólar

Publicado em 12/03/2021 15:55 e atualizado em 12/03/2021 18:36 2248 exibições
Douglas Coelho - Sócio da Radar Investimentos
Carne com osso, negociada em açougues e pequenos estabelecimentos tem maior reação nos preços que carne sem osso

Podcast

Entrevista com Douglas Coelho - Sócio da Radar Investimentos sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

Em entrevista ao Notícias Agrícolas, o Sócio da Radar Investimentos, Douglas Coelho, destacou que houve um distanciamento dos preços pagos pela arroba do animal com padrão exportação e boi comum. “O estresse do dólar dos últimos dias deixou os frigoríficos exportadores muito atuantes e devemos ter um bom desempenho dos embarques neste mês de março”, comenta. 

A diferença entre o animal com destino a exportação para o animal que fica no mercado interno era de R$ 5,00/@, mas agora esse spread está em R$ 15,00/@ e R$ 20,00/@. “Eu acredito que as indústrias com habilitação para exportar devem continuar mais ativas nas compras, pois o câmbio cotado a R$ 5,50 ainda é bem atrativo”, aponta. 

As indústrias frigoríficas que pagam R$ 315,00/@ conseguem preencher as programações de abate. “As escalas não estão em patamar crítico como visto nas semanas anteriores, mas continuam patinando ao redor de 3,5 dias úteis. Os frigoríficos que pagam valores maiores para a arroba conseguem prolongar as escalas”, ressalta. 

Nesta virada de mês, foi registrada uma mudança no mercado atacadista sem osso e volumes de vendas estáveis. Já o mercado de carne com osso teve uma elevação nos preços. “É uma peculiaridade e demonstra que a população está comprando a carne em mercados e açougues de bairro”, disse Coelho.

Por:
Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário