Depois do tombo na semana passada , cotação da arroba do boi começa a se recuperar lentamente

Publicado em 20/04/2021 12:36 e atualizado em 20/04/2021 15:22 3496 exibições
Cesar de Castro Alves - Consultor de Agronegócio do Itaú BBA
Entrevista com Cesar de Castro Alves - Consultor de Agronegócio do Itaú BBA sobre o Mercado do Boi Gordo

Podcast

Entrevista com Cesar de Castro Alves - Consultor de Agronegócio do Itaú BBA sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

As referências para a arroba do boi gordo começaram a registrar ganhos pontuais após a queda observada na última semana. A estratégia dos frigoríficos foi de alongar as escalas de abate e testar o mercado com preços menores, mas a oferta de animais segue restrita e não foi possível preencher as programações. 

De acordo com o Consultor de Agronegócio do Itaú BBA, Cesar de Castro Alves, o movimento de queda nos preços vistos no final de semana em São Paulo não foi generalizado, já que as demais praças seguiram com os preços sustentados. “A arroba do boi gordo retomou o patamar dos R$ 315,00/@ e o mercado futuro também está voltando aos patamares observados no início da semana anterior”, comentou. 

Com a demanda em ritmo lento no mercado doméstico, as exportações estão contribuindo para o escoamento da produção e também da firmeza dos preços da arroba. “As indústrias habilitadas a exportar tem uma alternativa de escoamento e as margens não estão comprometidas”, informou. 

Com relação ao confinamento no segundo semestre deste ano, o analista destaca que os preços do milho atuais e a curva futura do boi gordo podem prejudicar as margens para a engorda de animais. “Quem é profissional já realiza todo o planejamento a longo prazo e tem a alimentação comprada  e fica esperando o valor do animal subir para fazer a trava. Esse valor de R$ 320,00/@ fecha a conta de quem comprou os animais de reposição a três meses atrás, mas que vai comprar agora e engordar em outubro não fecha as contas”, ressaltou. 

Por:
Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário