Café: Safra recorde do Brasil chega em ano de estoques governamentais zerados e consumo em crescimento

Publicado em 12/12/2018 12:07 e atualizado em 12/12/2018 15:03
1559 exibições
Oferta e demanda estão equilibradas, porém, informações imediatistas pesam mais sobre o mercado internacional e cotações permanecem pressionadas na Bolsa de Nova York. Consumo interno cresce 3,5% ao ano e, mundial, 2%. Cafeicultor brasileiro acerta ao vender sua produção aos poucos.
Eduardo Carvalhaes - Analista de Mercado do Escritório Carvalhaes

Podcast

entrevista com Eduardo Carvalhaes - Analista de Mercado do Escritório Carvalhaes sobre a Safra de café

Download

 

LOGO nalogo

Eduardo Carvalhaes, analista de mercado do Escritório Carvalhaes, conversou com o Notícias Agrícolas nesta quarta-feira (12) para destacar as informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de que o Brasil terá a maior safra de café da sua história neste ciclo, com uma produção de 59,6 milhões de sacas.

Essa safra recorde já está sendo comentada no mercado há certo tempo e reflete imediatamente no mercado de bolsa. Neste ponto, é ruim, mas não se trata de uma notícia nova, especificamente.

Com a crise climática dos últimos três anos, o Brasil esgotou seus estoques de café, embora haja a safra recorde. O consumo interno é crescente, bem como as exportações caminham bem - em novembro, foram em torno de 3,7 milhões de sacas exportadas. O Cecafé estima que, até este momento do ano, foram 35 milhões de sacas. O consumo interno cresceu 3,5% e tende a manter essa tendência para o próximo ano.

2019 também será um ano de ciclo baixo para o arábica, mesmo que chova bem. Assim, o número recorde que está pressionando as cotações deve ir embora quase que instantaneamente. Para que o Brasil mantenha seu market share, deve-se torcer para que, em 2020, o Brasil tenha uma produção ainda maior.

Diante desse cenário, o cafeicultor fica com dificuldade de planejar seus investimentos, já que há uma guerra de informação muito grande.

Por outro lado, a produção de conilon também ganha destaque. O Brasil é um dos grandes exportadores de café solúvel e se estima que a variedade volte a crescer no próximo ano, embora seja cedo para falar em números.

Por: Carla Mendes e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • fabio DA SILVA TAVARES IBITIRAMA - ES

    Tenho que pagar 30 mil sacas da minha safra este ano; 100 mil sacas no ano que vem... só com adubo gasto 5 mil ... nesse preco estamos cada vez mais endividado...

    0