Café recupera mais de 300 pontos em NY , sai da zona de risco, mas variação positiva não significa retomada do movimento de alta

Publicado em 03/04/2019 17:44
169 exibições
Fundamentos seguem negativos para os preços e oferta maior que a demanda ainda pesa sobre as cotações. Recuo para menos de 90 centavos de dólar por lbp pode acionar novo movimento de queda
Haroldo Bonfá - Analista de mercado e diretor da Pharos Consultoria

Podcast

Mercado do Café - Haroldo Bonfá - Analista de mercado e diretor da Pharos Consultoria

Download

LOGO nalogo

Haroldo Bonfá, analista de mercado de diretor da Pharos Consultoria, conversou com o Notícias Agrícolas nesta quarta-feira (03) a respeito das altas substanciais do mercado do café na seção de hoje na Bolsa de Nova York (ICE Futures Group).

A alta, segundo Bonfá, representou uma realização de lucros importante, rompendo o nível dos 95 cents/lb no contrato Maio/19. Na semana passada, acreditava-se que o mercado ficaria abaixo dos 90 cents/lb.

Entretanto, o analista visualiza que o destino do mercado é incerto. O Brasil teve uma superssafra em 2018 e os números em 2019 também não devem ser ruins, de forma que a oferta se encontra pressionada.

Para ele, a possibilidade de voltar com cotações acima dos 100 cents/lb é difícil. O momento, como analista Bonfá, é de torcer para que as cotações não rompam o limite de 90 cents/lb.

Essa queda nos preços, por sua vez, não chega ao consumidor. A indústria é quem está ganhando essa diferença no momento. Para o produtor, essa alta de preços leva a uma remuneração menor.

 

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário