Café testa recuperação em NY, mas analista não vê mudanças que possam modificar cenário baixista

Publicado em 30/04/2019 15:50
363 exibições
Mercado repercute ampla oferta de café e boas perspectivas para a safra 2019/20 nas principais origens produtoras. No Brasil, a colheita já começou. Apenas novidades fundamentais nos próximos meses podem alterar atual cenário. Produtor segura café no físico com atuais níveis de preço.
Fernando Maximiliano - Analista de Café – INTL FCStone

Podcast

Entrevista com Fernando Maximiliano - Analista de Café – INTL FCStone sobre o Mercado do Café

Download

 

LOGO nalogo

Fernando Maximiliano, analista de café da INTL FCStone, conversou com o Notícias Agrícolas nesta terça-feira (30) para destacar o panorama do mercado de café, em um dia de leve reação na Bolsa de Nova York (ICE Futures Group).

Desde fevereiro, segundo Maximiliano, o mercado está na expectativa de uma grande safra e também sofre os efeitos dos volumes de 2018. O café chegou a romper o suporte de US$0,90/lb, atingindo os preços mais baixos dos últimos 12 anos.

Na semana passada, em função dos movimentos do dólar e das posições na Bolsa, houve um movimento positivo, mas o analista lembra que não há novidades no fundamento.

Ou seja: observar preços mais altos adiante irá depender do desenrolar do mercado. É preciso acompanhar o que irá ocorrer com a safra brasileira, com o dólar e também com as condições em outras origens.

Com os preços em queda, os produtores brasileiros estão segurando as vendas do café - o que tende a continuar até o momento em que for inviável reter o produto.

Por: Jhonatas Simião e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário