HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Cooxupé: Produtor tem safra menor e custo de produção mais elevado em 2021; atenções voltadas para as restrições na colheita

Publicado em 27/04/2021 15:59 e atualizado em 27/04/2021 18:07 1218 exibições
Mário Ferraz de Araújo - Gerente do Departamento de Desenvolvimento Técnico - Cooxupé
Entrevista com Mário Ferraz de Araújo - Gerente do Departamento de Desenvolvimento Técnico - Cooxupé sobre Acompanhamento de safra de café

Podcast

Entrevista com Mário Ferraz de Araújo - Gerente do Departamento de Desenvolvimento Técnico - Cooxupé sobre Acompanhamento de saf

Download

LOGO nalogo

Na reta final de desenvolvimento da safra 2021 de café, o produtor já está com as atenções voltadas para a colheita da safra. Mário Ferraz, gerente do Departamento Técnico da Cooxupé, atualizou em entrevista ao Notícias Agrícolas as condições das lavouras na maior região produtora do país.

De acordo com a cooperativa, a quebra estimada nesta safra é de até 33% em relação a safra 20 e confirmou que o volume de chuva continuou abaixo do normal nos últimos meses. "Quando esse déficit hídrico aconteceu a granação já estava praticamente finalizada, então esse reflexo será menor do que em anos anteriores. É muito difícil mensurar se terá algum prejuízo com relação a granação. A gente acredita sim que teremos algum reflexo, diminuição de peneiras altas, mas ainda não podemos dizer o quanto", comenta. 

Já quando o assunto é restrição sanitária, Mário destacou que os produtores de fato estão atentos ao que pode acontecer, considerando que os níveis de infecção esse ano está mais forte nesse ano. "Realmente os casos que aconteceram nas últimas duas e três semanas, mas a situação já melhorou um pouco. Nesse ano a necessidade vai ser menor por conta da safra ser menor", acrescenta. 

Em relação ao custo de produtor, Mário afirma que já é esperado que seja mais elevado em 2021. Ele explica que alta se dá justamente pela safra mais baixa, mas que mantém o mesmo padrão de custos na lavoura. Além disso, destaca a alta do dólar, o que acaba impactando diretamente no bolso do produtor. "Todo ano de safra baixa o custo de colheita é mais alto, por isso que o pessoal vem adotando cada vez mais a safra zero", comenta. 

Confira a entrevista completa no vídeo acima

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário