Veranico vai afetar Brasil Central e Matopiba em dezembro/janeiro

Publicado em 12/12/2018 08:52 e atualizado em 12/12/2018 10:20
31024 exibições
Padrão seco poderá durar até fevereiro; Sul terá chuvas fortes. É o El Nino, diz Francisco de Assis, do Inmet.
Francisco de Assis Diniz - Diretor do INMET

Podcast

Entrevista com Francisco de Assis Diniz

Download

LOGO nalogo

O Notícias Agrícolas conversou com Francisco de Assis Diniz, diretor do Instituto Nacional de Meterologia (INMET), que destacou a entrada de um veranico entre dezembro e janeiro em algumas partes do Brasil.

O Centro-Oeste, que recebe bons volumes neste momento, deve ver suas chuvas cortarem em 50 dias com a mudança dos padrões atmosféricos. Assim, o centro-norte de Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Tocantins, centro-norte de Goiás, sul do Piauí e sul do Maranhão devem ser as áreas mais atingidas por esse veranico.

Para o mês de janeiro, o Inmet já visualiza a possibilidade de 30 dias sem chuvas, padrão que deve durar até fevereiro. Esse também é um efeito do El Niño, que deve ficar mais ativo agora no fim do ano até o mês de janeiro.

Já para o Sul do Brasil, especialmente para o Paraná, as condições de chuva devem voltar a paritr da próxima semana, persistindo e prevalecendo. O que os produtores devem ficar de olho é na resistência da soja diante desse excesso.

Entretanto, nas áreas que sofreram com o veranico, o que irá definir é a reserva hídrica, já que estas já receberam bons volumes anteriormente. Há de ser acompanhada, ainda, a questão das temperaturas.

Em um momento de transição de Governo, o Inmet deseja que os seus projetos tenham continuidade e apoio do novo Ministério da Agricultura, especialmente no que diz respeito ao projeto de um supercomputador.

Mapas Inmet (Francisco de Assis Diniz)
Mapa de precipitação acumulada de 11 de dezembro até 18 de dezembro - Fonte: Tropical Tidbits

Mapas Inmet (Francisco de Assis Diniz)
Mapa de precipitação acumulada de 18 de dezembro até 25 de dezembro - Fonte: Tropical Tidbits

Mapas Inmet (Francisco de Assis Diniz)
Mapa de precipitação acumulada de 25 de dezembro até 01 de janeiro - Fonte: Tropical Tidbits

Mapas Inmet (Francisco de Assis Diniz)
Previsão de precipitação acumulada no mês de janeiro de 2019 - Fonte: Tropical Tidbits

Por: João Batista Olivi e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

2 comentários

  • HIGOR FERNANDES DE SOUZA Brasília - DF

    AQUI EM BRASÍLIA NEM PARECE QUE CHOVEU BASTANTE EM OUTUBRO E NOVEMBRO... HOJE, ESTAMOS EM 18 DE DEZEMBRO E NÃO CHOVEU NEM 150 MILÍMETROS...

    NO DIA 18 DOS DOIS MESES ANTERIORES JÁ TINHAMOS PASSADO MA MÉDIA HISTÓRICA... DEUS ME LIVRE DE EL NIÑO...

    5
  • Vilson Ambrozi Chapadinha - MA

    Me permitam discordar. Ou concordar com Dr Molion.... ("Veranico vai afetar Brasil Central e Matopiba em dezembro/janeiro???")... Nada de El Niño este ano, disse ele... Onde planto nunca nos últimos 30 anos choveu tanto em novembro e dezembro.

    0
    • Rubenson Antônio Assinck Santa Bárbara do Sul - RS

      As previsões do tempo são péssimas, passou de 3 dias os erros são grandes. Não dá pra programar nada na lavoura.

      1
    • Jose Vendruscolo Goiânia - GO

      Realmente Wilson, em Goiás tambem nunca vi tanta chuva outubro novembro e dezembro...

      0