Inmet alerta sobre mudanças nas condições climáticas para o início da safra de soja no Paraná

Publicado em 09/09/2019 13:51 e atualizado em 09/09/2019 21:37
11779 exibições
Chuvas abaixo do esperado no final de semana, além de clima seco e quente nos próximos dias exigem maior cautela do produtor
Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet

Podcast

Previsão do Tempo - Entrevista com Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet

Download

LOGO nalogo

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta terá mudanças nas condições climáticas no estado do Paraná e que pode afetar o início do plantio da soja da safra 2019/20. Os produtores rurais devem ser cautelosos, pois nos próximos dias as chuvas vão ficar abaixo da média com clima seco e quente.

Segundo o Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet, Francisco de Assis Diniz, as precipitações previstas mais intensas para o sul do País não aconteceram neste final de semana. “Aconteceram chuvas, mas dentro da normalidade na parte sul, centro e leste do Rio Grande do Sul e parte leste de Santa Catarina”, afirma.

O mapa de umidade mostra que nos últimos cinco dias ocorreram chuvas de até 30 a 50 mm na parte sul e leste do Rio Grande do Sul. Na região oeste do sul, as precipitações ficaram ao redor de 10 mm a 8 mm. “Os ventos estão muito fortes e estão impedindo a subida das frentes frias, com isso está chegando na parte do Rio Grande do Sul com o Uruguai e houve a diminuição da precipitação”, ressalta.

De acordo com o mapa de umidade do solo, é possível verificar que no sul do país as condições são favoráveis com 60 cm a 70 cm de umidade em profundidade do solo. O outro modelo climático mostra que as temperaturas na região central do Brasil devem registrar altas temperaturas até o dia 16 de setembro.

Por: Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • VINICIUS CAETANO MARTIN Curitiba - PR

    Algumas atitudes que nós, agricultores, aprendemos nas escolas agricolas da vida, sejam elas o ensinamento de nossos pais e avós ou até um curso de agronomia ...quem sabe alguns, como eu, até viram na escola... , falo das barreiras... contornos vegetados...que em espaços intercalados diminuem a velocidade dos ventos, diminuindo a evapotranspiração. Estas barreiras, que foram sistematizadas nos cultivos agroflorestais, acabaram esquecidas por muitas empresas agricolas que, simplesmente, as eliminaram. Num momento em que o mundo caminha para o desenvolvimento de cultivos intercalados e biodiversos, a existencia de barreiras é primordial e traz mais uma alternativa aos preços de grãos... A agricultura não deixa de ser um jogo... temos de ter várias cartas na manga para passar para a fase adiante. Se o clima está mudando...nos adaptemos a ele... é mais seguro que o proprio seguro agricola.

    5