Mapas confirmam irregularidade das chuvas na região Central do país em outubro. Produtores devem redobrar atenção no plantio

Publicado em 30/09/2019 15:37 e atualizado em 01/10/2019 13:16
2052 exibições
Plantio da soja no Paraná tem situação mais estável com regime de chuvas se consolidando. Exceção ainda é para o norte do estado, que tem recebido volumes menores de chuvas
Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet

Podcast

Entrevista com Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet sobre a Previsão do Tempo

Download

LOGO nalogo

Nesta segunda-fera (30) o Notícias Agrícolas conversou mais uma vez com Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet para saber sobre as previsões climáticas para os próximos dias. 

Segundo Francisco, os mapas meteorológicos continuam indicando que o Brasil terá um mês de outubro com chuvas irregulares, ficando sem chuvas significativas principalmente na região central do país. É importante lembrar que a maioria dos municípios já possuem autorização de plantio para a próxima safra, mas ainda aguardam pelas chuvas e umidade do solo ideal para iniciarem os trabalhos.

Os produtores do estado do Paraná, que também estavam aguardando chuvas volumosas já têm melhores condições do solo, sobretudo as regiões leste, centro e sul do estado. Segundo os dados do Inmet, a região norte do Paraná ainda ficará com chuvas irregulares nas duas primeiras semanas de outubro. 

"A gente vê uma diminuição bem significativa pro centro do Brasil e isso realmente confirma que a chuva deve irrgular. Por que não tem como permanecer uma concentração das chuvas fortes desde o sul do Brasil até o centro do Brasil", comenta. Na região Sul do país ele afirma que as chuvas já estão consolidadas, trazendo mais segurança aos produtores da região, destacando mais uma vez a exceção do norte do Paraná. 

Alguns pontos da região sudeste também mostram melhores condições. De acordo com o especialista, o sul de Minas Gerais, a região do café, interior de São Paulo (sul e leste) não apresentam déficit de precipitação como nos demais pontos do Brasil. 

No último final de semana, as chuvas mais significativas se concentraram em sua maior parte na Zona da Mata de Minas Gerais, região sudeste de Minas Gerais e São Paulo. Em Goiás e no Distrito Federal as chuvas não ultrapassaram os 20 milímetros de precipitação, confirmando as condições previstas na semana passada. 

Confira a análise completa no vídeo acima

Por: Aleksander Horta e Virgínia Alves
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário