Matopiba deve registrar chuvas intensas nos próximos 15 dias. Estiagem no RS deve se prolongar e se estender para abril

Publicado em 23/03/2020 13:56 e atualizado em 23/03/2020 16:56
2246 exibições
Excesso de chuva pode ser prejudicial para avanço da colheita na metade norte do país
Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet

Podcast

Entrevista com Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet sobre a Previsão do Tempo

Download

LOGO nalogo

Os mapas continuam indicando uma estiagem para o Rio Grande do Sul e também confirmam a persitência de chuvas significativas para a região do Matopiba e Centro-Oeste do país nos próximos dias. 

De acordo com as imagens de satélite do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) nesta segunda-feira (23) os sistemas que dão condição de chuvas, ficaram concentrados entre a Bahia e Minas Gerais, sendo mais intensas para áreas do Nordeste. 

O Cosmo indica ainda que nas próximas 36 horas as chuvas avançam e deve passar a chover de maneira mais expressiva no leste de Goiás - entre 20 e 50 mm de precitação. Há também previsão de chuvas para as demais regiões do Centro-Oeste, porém com volumes mais baixos. 

Continuará chovendo em todo o Matopiba nesta semana. Tocantins, Maranhão e Piauí devem ficar com volumes mais baixos, enquanto a Bahia poderá receber chuvas mais expressivas a partir da terça-feira (24), com acumulados de até 40 milímetros de precipitação. 

Os mapas apontam ainda formação de nuvens significativas no Mato Grosso. As chuvas acontecem devido ao avanço da frente fria que atuou no sul do país na última semana e agora segue avançando para o Centro-Norte do país.

De acordo com Francisco de Assis Diniz, meteorologista do Inmet, os modelo até apontam uma formação de chuvas para Santa Catarina, mas as condições não devem avançar para o Rio Grande do Sul. 

De acordo com o mapa de previsão estendida do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês) a tendência é de que as chuvas continuem volumosas no Centro-Norte do país até, pelo menos, o dia 31 de março. 

Já no período entre 32 de março e 8 e abril, passam a ser previstos volumes entre 30 e 50 milímetros para o Rio Grande do Sul, mas ainda acontecendo de maneira irregular, situação que o produtor enfrenta desde o início do ano no estado. 

Veja o mapa de previsão de precipitação para as próximas 93 em todo o Brasil: 

93 horas
Fonte: Inmet 
 

 

Por:
Aleksander Horta e Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário