Inmet confirma continuidade da estiagem para SC, PR e MS até início de maio

Publicado em 27/04/2020 13:07 e atualizado em 27/04/2020 19:57 3816 exibições
Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet
RS está recebendo chuvas de forma irregular e mal distribuídas

Podcast

Entrevista com Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet sobre a Previsão do Tempo

Download

LOGO nalogo

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) manteve nesta segunda-feira (27) a previsão de estiagem para parte do Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul. O Rio Grande do Sul recebeu chuvas em alguns pontos do estado nas últimas 24 horas, mas novamente o sistema passou de maneira muito rápida pela região e não deve avançar para as demais áreas, mantendo assim a irregularidade e má distribuição dos sistemas. 

Segundo Francisco de Assis Diniz, meteorologista do Inmet, entre a noite desta segunda e a terça-feira (28), há condição de chuvas mais significativas para o extremo sul do Rio Grande do Sul. O sistema deve avançar e atingir parte de Santa Catarina e Paraná. Também está previsto para essa semana, uma diminuição dos volumes nas áreas do Matopiba. Segundo Francisco, as baixas dos volumes são esperadas e o clima deve dar início ao período do período de estiagem em toda a região. 

As previsões da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA) sinalizam que os volumes no Centro-Norte terão uma queda expressiva nos próximos dias. Os mapas apontam que período de estiagem será entre 27 de abril e 5 de maio. Neste período, apenas o norte do Maranhão e Piauí devem continuar recebendo chuvas. Deve voltar a chover nas duas regiões com volumes mais expressivos, a partir do dia 5 de maio. A partir desta data, os volumes tendem a ficar entre 25 e 30 mm de precipitação. 

Falando na região sul do país, os volumes até dia 5 de maio devem ficar entre 20 e 25 milímetros de precipitação, podendo atingir os três estados do sul do Brasil. Já o Mato Grosso do Sul continua sem previsão de chuvas durante o período. As previsões indicam ainda que a partir do dia 5 os volumes devem ficar mais expressivos, sobretudo no leste do Rio Grande do Sul onde os acumulados devem ficar entre 100 e 125 milímetros de precipitação.

Veja o mapa de previsão estendida para todo o Brasil: 

NOAA - 27/04

 

Por:
Aleksander Horta
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário