Geadas de fracas a moderadas estão previstas a partir da madrugada desta terça-feira (26)

Publicado em 25/05/2020 13:17 e atualizado em 25/05/2020 17:47 4411 exibições
Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet
Atuação de vórtice ciclônico no RS atrasa chegada da massa de ar frio, mas geadas estão confirmadas entre terça e quinta- feiras

Podcast

Entrevista com Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet sobre a Previsão do Tempo

Download

LOGO nalogo

As previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) continuam indicando a chegada de uma massa de ar frio para áreas do sul e sudeste do Brasil nos próximos dias. As previsões iniciais indicavam a atuação dos sistemas já no começo desta semana, mas um vórtice atrasou a entrada do frio nas duas regiões. 

Francisco de Assis Diniz, meteorologista do Inmet, destaca que as chuvas previstas para os últimos dias aconteceram em bons volumes, dando destaque para áreas do sul do Brasil. Segundo os dados coletados nas estações meteorológicos do Inmet, nos últimos três dias, o Rio Grande do Sul recebeu as melhores chuvas, acima de 125 milímetros de precipitação em algumas regiões. Já em Santa Catarina e no Paraná, a parte leste dos estados receberam chuvas de até 25 mm. Nas demais regiões os volumes foram mais expressivos, entre 60 e 125 milímetros de precipitação.

As imagens de satélite desta segunda-feira (25) mostram que a frente fria avançou para o norte do país, dando condições de chuvas para Minas Gerais, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás e também região do Matopiba. "Chuvas bem significativas e volumosas, acima de 50 milímetros", afirma Francisco. 

Os modelos NOAA, indicam um período de estiagem para grande parte do país nos próximos sete dias. De acordo com o modelo, no período entre 25 de maio e 2 de junho, a massa de ar frio continuará predominante na região Central e Sudeste do Brasil, além da parte sul. 

Já para a primeira semana de junho, o NOAA mostra uma nova frente fria chegando, podendo gerar novas condições de chuvas para o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Parané e sul do Mato Grosso do Sul. Francisco no entanto destaca que a força deste sistema deve ser menor do que a frente dos últimos dias. Os mapas sinalizam ainda o tempo mais seco na região central do país. 

Francisco destacou ainda que as temperaturas devem cair nos próximos dias, sendo esperadas as geadas mais intensas a partir do dia 26 (terça-feira). Os modelos indicam frio mais intenso em áreas de Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Na quarta-feira o frio deve ser ainda mais intenso e os mapas sinalizam uma área maior com condição de geadas.

"Geada moderada é quando a temperatura dá abaixo de um grau e dá um maior impacto", explica Francisco. As previsões do Inmet indicam que as condições de geadas devem permanecer por pelo menos três dias, alterando de moderadas para fracas, dependendo de cada região.  

Por:
Aleksander Horta e Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Aldo Hilarino da Silva Capão Bonito - SP

    Mais uma vez aqui em Capão Bonito , sp , não recebemos chuvas..., já se encaminhando pra 70 dias sem chuva..., safrinha totalmente comprometido, que tristeza

    2
    • carlo meloni sao paulo - SP

      marcos sudario tambem esta' sofrendo...

      4
    • Luiz Alberto Garcia Rio de Janeiro - RJ

      Quando abrirmos o olho, não teremos mais floresta amazônica e nem chuvas.

      28
    • carlo meloni sao paulo - SP

      E' muito lero, lero Luiz. agora voce tem a floresta mas nao tem a chuva...

      3