HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Inmet confirma estabelecimento da estação das chuvas com maior volume e melhor distribuição em quase todas regiões produtoras

Publicado em 19/10/2020 12:52 e atualizado em 19/10/2020 14:49 6570 exibições
Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet
Exceção, por enquanto, para o Matopiba que ainda segue com distribuição irregular das chuvas e para o RS que pode ter bons volumes, porém, mal distribuídos

Podcast

Entrevista com Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet sobre a Previsão do Tempo

Download

LOGO nalogo

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) confirmou nesta segunda-feira (19) o estabelecimento da estação chuvosa para o Brasil Central nesta semana. Segundo Francisco de Assis Diniz, meteorologista do Inmet, os modelos seguem indicando a permanência da umidade para a parte central e sudeste do Brasil, além disso, os modelos também não indicam mais períodos sem chuvas daqui pra frente. 

Para as próximas 24 horas, o modelo Cosmo sinaliza tendência de chuva para todo o Mato Grosso, com destaque para o noroeste do estado que deve receber os maiores volumes, entre 20 e 30 mm. As previsões indicam ainda bons volumes para todo o estado de Goiás, de acordo com modelo, os volumes podem chegar a 30 mm m algumas áreas do estado. As mesmas precipitações são esperadas para o extremo sul do Tocantins. 


Para a região do Matopiba, Francisco destaca que as chuvas seguem acontecendo de maneira irregular. "Lá para quinta-feira enfraquece um pouco as chuvas, mas sempre persistindo as condições, chovendo um pouquinho por dia", afirma o meteorologista. 

A partir do dia 24, próximo sábado, os modelos destacam a chegada de uma frente fria pelo Rio Grande do Sul e que deve devolver as condições de chuvas também para a parte mais baixa do país. Além disso, esse sistema tem como tendência avançar para o Brasil Central, fazendo voltar a chover em toda a região. 

Previsão estendida 

Para o período entre 19 e 27 de outubro, o GFS indica um corredor de umidade bem formado entre o Sudeste e Centro-Oeste, sendo os maiores volumes previstos para Minas Gerais, podendo ficar acima de 100 mm. 

Para o período entre o dia 27 de outubro e 4 de novembro, o NOAA sinaliza a chuva, além do Brasil Central, chegando também para a região sul do Brasil. O modelo sinaliza ainda os maiores acumulados para o noroeste do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, com precipitação prevista entre 70 e 90 mm. 

Veja a previsão completa no vídeo acima

Por:
Aleksander Horta e Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário