HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Sistema de alta pressão oscila entre Sul e Sudeste e impede avanço das frentes frias para faixa central do país reduzindo chuvas

Publicado em 15/03/2021 12:42 e atualizado em 15/03/2021 16:18 2167 exibições
Francisco de Assis Diniz - Meteorologista do INMET
Sistema desorganizado deixa dúvidas sobre volumes de chuvas nos estados do Sul

Podcast

Entrevista com Francisco de Assis Diniz - Meteorologista do INMET sobre a previsão do Tempo

Download

LOGO nalogo

De acordo com as informações de Francisco de Assis Diniz, meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), um sistema de alta pressão impede o avanço de novas frentes na faixa central do país. "Os sistemas frontais devem ficar mais tempo na região Sul do Brasil, impedindo de chegar na parte central, norte de Minas e na Bahia, ficando essas áreas com condições de estiagem", comenta Francisco. 

Para este início de semana, o meteorologista destaca que áreas de instabilidades se espelham sobre a parte central do Brasil, com destaque para o Mato Grosso que deve registrar os maiores volumes. No Matopiba, o modelo Cosmo sinaliza para chuvas mais volumosas no Maranhão. 

O meteorologista mostra ainda que os sistemas de chuvas não conseguem se organizar, para definir um padrão de corredor de umidade, por exemplo, mostrando ainda que amanhã um novo sistema em formação no Uruguai pode avançar para o Brasil. Para quarta-feira (17), o modelo sinaliza para chances de temporais na região Sul do Brasil. 

Francisco destaca ainda que dois sistemas devem influenciar nas condições do Brasil, sendo um na região norte e outro na parte sul. "Isso significa menos chuva, a gente vê as chuvas, mas de maneira desorganizada, de maneira isolada. 

Veja o mapa de previsão de precipitação para as próximas 93 horas: 

93 horas - Inmet - 1503

 

 

Previsão estendida para todo Brasil

A atualização do modelo GFS, divulgada nesta segunda-feira (15) pela Administração Atmosférica e Oceânica (NOAA), mantém a tendência de chuvas mais intensas para o Centro-Oeste e Matopiba nos próximos dias, além de indicar chuvas para a região Sul do Brasil no período. 

Entre os dias 15 e 23 de março, o NOAA prevê chuvas entre 90mm e 100mm para o Maranhão e áreas do Mato Grosso. Os demais estados, tanto do Centro-Oeste e do Matopiba, têm precipitação prevista entre 70mm e 90mm. 

No mesmo período, o modelo norte-americano indica chuvas entre 60mm e 80mm na região Sul do Brasil, sendo os maiores volumes previstos para o Rio Grande do Sul. No Sudeste, o modelo também mantém condição de chuva, porém com volumes mais baixos. 

Já na última semana de março, o modelo reduz os volumes de chuvas em boa parte do país. No Centro-Oeste, o NOAA sinaliza para chuvas de até 50mm. Mantém, no entanto, os volumes expressivos de chuvas para o norte do Maranhão, ainda com 100mm.  Na região Sul do Brasil, o NOAA mantém a condição de chuvas, com precipitação entre 50mm e 60mm nos três estados. 

Veja o mapa de previsão estendida para todo Brasil:

NOAA - 1503

Veja o mapa de precipitação acumulada nos últimos cinco dias: 

Últimos cinco dias - Inmet - 1503

Por:
Aleksander Horta e Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário