HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Safrinha de milho sob risco, picos de frio no inverno, estiagem na safra de verão são destaques desta entrevista com LC Molion

Publicado em 20/04/2021 19:48 e atualizado em 22/04/2021 07:13 9997 exibições
Luiz Carlos Molion - Climatologista
Climatologista também alerta para mais uma safra com problemas climáticos nos EUA

Podcast

Entrevista com Luiz Carlos Molion - Climatologista sobre o Clima

Download

LOGO nalogo

Em entrevista ao Notícias Agrícolas, Luiz Carlos Molion atualizou as previsões do clima para o Brasil nos próximos meses. O especialista alerta para o milho safrinha sob risco, picos de frio durante o inverno e possibilidade de estiagem na safra de verão.  

Em relação ao milho safrinha, principal cultura sofrendo os impactos da estação chuvosa irregular no momento, Molion destacou que como plantio foi feito de forma tardia neste ano, já deixou o grão vulnerável e com riscos de sofrer impactos com baixo volume de chuvas. A redução nas precipitações é característica do outono e, além disso, o que preocupa a partir de agora é com a chegada do frio, que pode alongar o ciclo da cultura e levar o milho para um potencial produtivo ainda mais baixo.

O especialista afirma que a tendência é de que o inverno seja mais rigoroso este ano no Brasil, explicando que a entrada de massa de ar frio no país pode ser mais frequente, indicando que a condição poderá ser observada já a partir do mês que vem. "Começando entrar o frio, pode ser já a partir do mês que vem, se o ar estiver frio, o milho vai esticar, com ciclo mais longo. E a medida que você vai progredindo ao longo da estação seca, é um problema sério esse caso da safrinha deste ano. A preocupação é essa, lamentavelmente vai passar por esse tipo de problema", acrescenta. 

Segundo Molion, os modelos apontam para o retorno das chuvas a partir do dia 10 de maio, lembrando que as precipitações nessa época do ano já são mais baixas. "Eu acho que o mês de abril vai fechar realmente abaixo da média. Pela minha previsão, as chuvas voltam a restabelecer em maio, mas não sei se isso vai adiantar", comenta. Acrescenta também que caso se confirmem, essas chuvas serão provocadas por frentes frias, associadas à massas de ar polar, favorecendo a queda na temperatura. 

Em relação à safra de verão, o climatologista afirma que ainda é muito cedo para falar com certeza, mas pela previsão, as chuvas devem retornar dentro da janela ideal, mas há a possibilidade de uma interrupção das chuvas durante o mês de novembro, no desenvolvimento da safra.

O produtor precisa adotar estratégias para evitar que a floração e enchimento de grãos ocorram em novembro, junto com a retomada das chuvas. "É muito difícil afirmar qual é a data, vai depender do período de plantio", acrescenta. Alerta ainda sobre a importância do produtor utilizar a tecnologia para conservação de água no solo para tentar driblar as irregularidades das condições climáticas. 

Para a produção de grãos dos Estados Unidos, Molion aposta em um ano crítico para o produtor também por conta de frio intenso. O especialista frisa ainda que, historicamente falando, sempre que o Hemisfério Norte enfrenta um inverno rigoroso, o Brasil também pode registrar picos de frio intenso. "Deve se aproveitar essa oportunidade de quebra na safra americana que deve acontecer e se preparar porque, como eu disse, o que mata a planta não é a média, o problema é entrar uma massa de ar polar que venha derrubar. Certamente a soja não tem como tolerar a temperatura de 0 graus, mas o cultivo de inverno eventualmente pode sofrer", comenta. 

Confira a previsão completa no vídeo acima

Por:
Aleksander Horta e Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • marcelo soares rocha Pelotas - RS

    Parabéns, Alex.

    O L.C. Molion é espetacular.

    Honesto e estudioso.

    Tem sabedoria.

    Foi um privilégio ter assistido mais essa aula com ele.

    Obrigado.

    2