DA REDAÇÃO: Pressão de baixa sobre os preços da arroba do boi gordo continua expressiva

Publicado em 13/12/2011 13:48 e atualizado em 13/12/2011 14:23 306 exibições
Boi Gordo: cenário de pressão por conta do aumento gradual da oferta de animais de pasto e consumo desaquecido continua no mercado. Demanda aquecida para as festas de final de ano não se confirma. Consumidor não absorve alta da carne bovina.
Pressão de baixa sobre os preços da arroba do boi gordo continua expressiva. Além do aumento da oferta de animais para abate a partir da segunda quinzena de novembro, a demanda lenta por carnes ainda é o principal fator de pressão para o mercado neste final de ano.

De acordo com o analista da Scot Consultoria, Alex Santos Lopes, o consumidor não consegue absorver a alta da carne bovina. "Este é um ano de maior endividamento da população, os número do Serasa mostram isso. Já tem uma redução na atividade industrial provavelmente em função da crise que vem se desenhando aí no cenário externo", comenta.

Em São Paulo, a maioria dos negócios acontecem no patamar dos R$ 100/@, à vista. Entretanto, o mercado segue bastante especulado e muitas indústrias já ofertam até R$ 4 a menos que o valor referencial, com negócios já concretizados. No Mato Grosso do Sul e Goiás os negócios acontecem na casa dos R$ 92,00/@, à vista.

O mercado pode continuar fragilizado no início de 2012, época sazonal de retração no consumo diante da menor capitalização da população. Além disso, a partir de janeiro, a boiada de safra já deve aparecer de forma mais expressiva, o que pode trazer reflexos diretos para as cotações.

Por:
Ana Paula Pereira e Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário