DA REDAÇÃO: Há 30 dias sem chuvas, Goioerê, no Paraná vê quebra em safra de soja

Publicado em 22/12/2011 08:12 e atualizado em 22/12/2011 09:56 734 exibições
Safra 2011/2012: Excesso de chuva no início do plantio, frio e agora a estiagem prejudicam as lavouras de soja em Goioerê, no Paraná. Cerca de 10% da safra já está comprometida na região e, caso não chova, número pode subir.
A região de Goioerê, no Paraná, sofre há 30 dias com a falta de chuvas e já compromete a safra local 2011/2012 de soja. No início do plantio, as fortes chuvas prejudicaram o nascimento da oleaginosa, já em outubro e novembro as noites muito frias atrapalharam o desenvolvimento vegetativo e agora a forte estiagem compromete as lavouras. “Você olha para a lavoura de soja e vê que não tem padrão, a lavoura tem falhas. A soja mais velha está abortando”, explica o presidente da Sociedade Rural de Goioerê, Zezé Sismeiro.

Segundo Sismeiro, se não chover nos próximos dias, parte das lavouras estará definitivamente perdida e o produtor pode plantar milho ou até arriscar o plantio de soja novamente. “Cerca de 10% do volume total da região já foi perdida, isso em uma análise otimista. Mas cada dia que passa a situação piora. Só água mesmo para poder salvar essa situação caótica.”

Quanto à comercialização, o presidente explica que pouco grão foi vendido antecipadamente e o comprador vai precisar fazer estoque. “Eu acredito que o preço em 10 ou 15 de janeiro deva começar a reagir”. Sismeiro afirma ainda que em sua propriedade está segurando a soja disponível para observar a direção do mercado e da estiagem. “O que a gente vê e a lei da oferta e da procura. Eu não credito em lucro nessa safra de verão, se empatar o produtor já vai fazer um bom negocio”, conclui.

Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário