DA REDAÇÃO: Mercado do boi encerra a semana sustentado em função da menor oferta de animais

Publicado em 20/01/2012 12:56 e atualizado em 20/01/2012 16:11 844 exibições


Boi Gordo: mercado encerra a semana sustentado em função da menor oferta de animais. Apesar do enfraquecimento sazonal da demanda por carne em janeiro, pecuaristas dificultam a venda dos animais na expectativa de uma melhora nos preços.
Mercado do boi gordo termina a semana sustentado com a falta de animais disponíveis para abate. Apesar da demanda enfraquecida neste início de ano, muitos pecuaristas dificultam a venda de bois na expectativa de uma melhora nos preços.

O aumento das chuvas em regiões produtoras contribuíram para o bom desenvolvimento das pastagens, o que possibilita o pecuarista a segurar seus animais para engorda à espera de cotações mais atrativas.

De acordo com a analista de mercado, Lygia Pimentel, a retenção de oferta não é apenas uma estratégia de comercialização dos pecuaristas. A constância das chuvas no centro- oeste também é um fator que dificulta bastante os procedimentos de logística. "Tem muita gente com dificuldade de embarque, todo mundo sabe que estrada de terra com essa chuva fica impraticável", comenta.

Para a analista, é possível que o represamento da oferta fique mais intenso e que isso gere altas mais expressivas no mercado no curto prazo. "O animal que vai aparecer agora pode começar a aparecer só lá para abril, maio e pode começar a complicar a situação já que normalmente são meses que têm a maior oferta de bois", alerta.

No início de fevereiro, a demanda tende a aumentar com o fim das férias escolares e recebimento de salários. Se a oferta se mantiver retraída, a tendência é de que os preços da arroba do boi gordo se mantenham positivos.

Por:
Aleksander Horta e Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário