DA REDAÇÃO: Produtores do RS que dependem de milho para insumo sofrem com preços perto dos R$40

Publicado em 29/02/2012 13:57 e atualizado em 29/02/2012 18:06 408 exibições
Milho: Com quebra de safra no sul do país, importações devem dobrar nos Estados de SC e RS para sustentar a produção de animais em 2012. Produtores aguardam Portaria que autoriza vendas da Conab no patamar médio de R$ 20,40 por saca.
A alta dos preços internos atingem também o milho, principalmente na BM&F, que registrou nesta quarta-feira (29) mais de R$28 para o vencimento Março/ 12. No Sul do país, esses números refletem em encarecimento do insumo para alimentação de granjeiros e bovinos.

De acordo com o assessor de política agrícola da Fetag, Airton Hochscheid, em algumas localidades, o preço do cereal se aproxima dos R$40 reais e, em demais regiões consumidoras, fica entre R$30 e R$35. Tradicionalmente, o estado gaúcho é grande importador de milho, mas com a quebra na safra deste ano, as compras serão intensificadas, sobretudo em pequenas propriedades que buscam manutenção de seus animais.

Conab – No início de janeiro, foi firmado com a Conab um patamar de preço mínimo do milho, em caráter emergencial, na faixa de R$20,40 para socorrer os produtores (Hoje, Conab tem vendido milho a R$27,50). O que falta para que esse valor entre em vigor é a publicação de uma portaria autorizando a comercialização por parte da companhia.

Falta de milho, por outro lado, não tem sido problema para a Conab, já que ela teria 1,8 toneladas do cereal armazenadas em estoques do Mato Grosso. Porém, mais uma vez, a burocracia impede que os produtores gaúchos recebam esse socorro, pois a liberação do produto ainda depende de licitação para o transporte até o Rio Grande do Sul.

Por:
João Batista Olivi e Fernanda Cruz
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário