DA REDAÇÃO: Soja pode ultrapassar os US$ 14,64/ bushel em Chicago nos próximos meses

Publicado em 09/03/2012 13:28 e atualizado em 09/03/2012 15:31 945 exibições
Soja: enfim USDA começa a reduzir estimativa de produção da safra na América do Sul e mercados reagem com alta em Chicago. Operador confia no bom desempenho dos preços no curto prazo, com tendência de elevação ao longo e virada do ano, com possibilidade romper patamar de US$ 14,64/bu.
Em Chicago, o mercado da soja tende a ficar sustentado pelo menos até o mês de junho e, ao que tudo indica, terá força para romper os US$ 14,50/ bushel e até buscar patamares superiores às máximas do ano passado, de US$ 14,64/ bushel. É o que prevê o operador de mercado, Liones Severo. "Acho que o trigo e o milho vão acompanhar a soja como tem acontecido através da história e vai ser bem remunerador para o produtor", analisa.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos estimou queda na safra brasileira de graõs de 72 milhões para 68,5 milhões de toneladas em seu último relatório de Oferta e Demanda divulgado nesta sexta-feira, 09.

Para Severo, os números ainda estão superestimados e safra brasileira deve ficar bem abaixo dos 65 milhões de toneladas, haja visto a gravidade da situação das lavouras do sul do país. "A nossa lavoura aqui, com certeza, já perdeu 50%. Tem uma expectativa da soja do tardio que agora com esse tempo adverso pode perder ainda mais". Para as próximas duas semanas não há condições para chuvas no Rio Grande do Sul de acordo com a meteorologia.

Além da quebra na produção nos Estados do Sul, a incidência da ferrugem asiática nas lavouras do centro-oeste também devem contribuir para a redução da safra brasileira, ameaçando ainda mais o suprimento mundial.

Por:
João Batista Olivi e Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário