DA REDAÇÃO: Preços da soja em Chicago são os melhores desde setembro de 2011

Publicado em 15/03/2012 09:03 e atualizado em 15/03/2012 10:40 995 exibições
Soja: Bons preços, prêmio e dólar em alta devem ser aproveitados pelo produtor para venda. Mercado ainda pode subir, mas segundo semestre deve apresentar retração em Chicago.
Preços atuais em Chicago são os melhores desde meados de setembro de 2011, muito próximos àqueles praticados na colheita do ano passado. 

Preços domésticos subiram nas últimas semanas até R$8 em algumas localidades. Infelizmente, boa parte da alta está relacionada com as perdas na América do Sul e do Brasil. Mas para quem tem soja é o momento de fazer venda. Chicago, prêmio e câmbio no pico devem ser aproveitados pelo produtor.

Existe a possibilidade de o mercado subir ainda mais. A leitura atual do mercado é que as perdas na América do Sul ainda não se encerraram principalmente no Brasil.

Hoje, a estimativa potencial da safra brasileira é 10 milhões de toneladas a menos, chegando a 58 milhões de toneladas atuais.

Demanda americana está firme e reagindo. E há a projeção de que os estoques americanos em 12/13 devem cair.

No entanto, existe a possibilidade de que o segundo semestre em Chicago não seja tão firme. No curto prazo ele é sólido, mas no longo as expectativas de um aumento de área e de uma safra cheia no EUA podem pressionar os futuros da oleaginosa.

Atualmente, o preço final da saca no Porto é de R$55/R$56 base Paranaguá.

Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário