DA REDAÇÃO: Tendência de alta na CBOT compreende milho e soja

Publicado em 16/03/2012 13:24 e atualizado em 16/03/2012 16:59 1047 exibições
Grãos: tendência se consolida na alta em Chicago, diante do aquecimento da demanda da soja e do milho norte-americanos. Momento é de cautela, apesar de positivo, mercado pode realizar lucros mais cedo ou mais tarde.
A subida dos preços na Bolsa de Chicago nesta semana não se limitou à soja. O foco do mercado, que agora está no milho, fez com que as suas cotações também disparassem. O cereal está com oferta apertada e a expectativa de um alívio nesse sentido, porém, não deve se confirmar. Isso porque os fortes boatos de que a China estaria novamente comprando milho norte-americano deram sustentação a esse mercado.

Ainda, segundo o analista de mercado Pedro Dejneka, a atenção dos fundos de investimento voltou-se novamente para a agricultura. Quanto às commodities, há um revezamento do foco na CBOT, ora direcionado para a soja, ora para o milho, enquanto o trigo “vai de carona” nas altas, diz.

Esse bom momento do agronegócio está ligado à sensação de alívio generalizada com relação ao lado financeiro, após os dias de pânico vividos no final do ano passado. Para o analista, a tendência de alta é nítida, sentida desde o início de 2012. Dejneka apenas alerta para que os produtores tenham parcimônia na hora de vender. Ele dá a dica para “não se entusiasmar demais com as subidas; achar que a soja e o milho vão para a lua”.

Por:
João Batista Olivi e Fernanda Cruz
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário