DA REDAÇÃO: Perda de área agricultável com Novo Código Florestal ultrapassaria 33 mi de hectares

Publicado em 16/03/2012 14:11 e atualizado em 16/03/2012 18:00 1372 exibições
Código Florestal: pesquisador da Embrapa organiza estudo e afirma que pequena agricultura irá sairá extremamente prejudica se não for consolidada nas APP’s. Governo precisa avaliar com muito cuidado para não extinguir uma importante parcela da produção de alimentos no Brasil.
Estudo realizado pelo pesquisador da Embrapa, Evaristo de Miranda, avalia o impacto do Novo Código Florestal para o Brasil, com foco nos cinco milhões de pequenos produtores que estão arriscados a perder suas terras. Evaristo é o primeiro pesquisador brasileiro a alertar a população sobre a diminuição da produção de alimentos no país.

De acordo com o trabalho, esses produtores rurais deverão perder algo em torno de 11 a 12 milhões de hectares. Em todo o país, de acordo com levantamento do Ministério do Meio Ambiente, as perdas nas áreas agricultáveis ultrapassariam 33 milhões de hectares.

Tais áreas, para agravar o problema, podem representar a porção mais produtiva das propriedades, pois, em uma APP (Área de Preservação Permanente), as terras mais férteis ficam justamente na beira dos rios. Dependendo do caso, isso pode significar 60% da renda do produtor – no semi-árido esse número sobe para 80%.

Veja abaixo imagens de Áreas de Preservação Permanente ocupadas. As fotos são da Embrapa Monitoramento por Satélite.

 1.JPG2.JPG 3.JPG 4.JPG 5.JPG 6.JPG 7.JPG 8.JPG 9.JPG 10.JPG 11.JPG 12.JPG

Por:
João Batista Olivi e Fernanda Cruz
Fonte:
Notícias Agrícolas

3 comentários

  • Telmo Heinen Formosa - GO

    O que é "Área agricultável" que será supostamente perdida com o novo Código Florestal? Estamos brigando entre nós, para gáudio dos ambientalóides. Minha pergunta é, qual a área PERDIDA com o Código Florestal atual, esta colcha de retalhos com mais de 16 mil itens? Em nenhum dos casos atingirá as cifras noticiadas mas de uma coisa tenho certeza, com o Código em vigor sendo colocado em prática na sua plenitude as PERDAS serão muito maiores.

    0
  • ivo angelo rossoni fava Redentora - RS

    Demorou. Mas começou a aparecer opiniões de pesquisadores e pessoas denotório saber, para dizer em público aquilo que nós agricultores já sabemos faz muito tempo. Desde que se começou a falar em Código Florestal se alerta para as perdas que ele irá proporcionar ao Brasil.

    E daí o que vai se fazer agora? O governo da Dilma vai continuar intransigente nesta questão das APPs,ou vai ceder em favor do Brasil?

    O Governo brasileiro vai abraçar a idéia da Senadora Katia Abreu de criar um código florestal a noivel de mundo, onde as regras são iguais para todos ou vai dizer amém, aos Europeus, Americanos e outros que estão mandando na área brasileira? Está na hora de dizer quem manda no BRASIL.

    0
  • carlo meloni sao paulo - SP

    Me engana que eu gosto---O conceito de area de APP e' coisa sagrada e pertence ao planeta---A agua nao e' de ninguem, ela e' de todos.

    O erro esta' no tamanho das APP que foram definidas no chutometro.

    Nao interessa se o cara e' grande ou pequeno, se e' ricco ou se e'

    pobre todos devem respeitar e seguir as normas do mesmo jeito.

    Deve haver indenizaçao aos prejudicados.O codigo em vigor preve

    indenizaçao mas o trambiquero do Rebelo o retirou por ordem da

    Dilma.

    0