DA REDAÇÃO: Produtores de SC pedem urgência na aprovação do Código Florestal, mesmo que haja perdas de áreas produtivas

Publicado em 19/03/2012 13:33 e atualizado em 19/03/2012 15:19 423 exibições
Código Florestal: agricultura familiar de Santa Catarina estará comprometida se consolidação das APP’s em beira de rio não for aprovada na Câmara. Apesar da necessidade, urgência na aprovação de uma nova lei é mais importante para o momento. Produtores pretendem negociar mudanças mais a frente.
Para saírem da ilegalidade, pequenos produtores da região oeste de Santa Catarina aguardam ansiosos a aprovação do Novo Código Florestal na Câmara dos Deputados. Segundo o presidente do Sindicato da Agricultura familiar de Xanxerê, Noel Machado da Silva, mesmo que haja perdas de áreas produtivas, a cadeia é favorável a uma definição imediata para, então, anular a legislação vigente de 1965.

"Quantas mudanças climáticas houve, quanta revolução da área verde ocorreu e hoje nós estamos pagando muito caro por isso. Na nossa região há necessidade em regime de urgênica de ser aprovado o Código Florestal Brasileiro", comenta.

O texto aprovado no Senado assegura a todas as propriedades rurais a manutenção de atividades em margens de rios, consolidadas até 2008, sendo obrigatória, para rios de até dez metros de largura, a recomposição de faixas de vegetação de no mínimo 15 metros, a contar do leito regular. Isso representa a metade do exigido para APPs em margem de rio.

Por:
João Batista Olivi e Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário