DA REDAÇÃO: Safra de café brasileira deverá superar a do ano passado

Publicado em 28/03/2012 14:45 e atualizado em 28/03/2012 16:48 426 exibições
Café: safra deve ser maior do que a passada, mas não chega à estimativa da Conab. Cafeicultores acompanham perdas de perto e não acreditam na baixa dos preços em N. York. Consumo cresce no mundo, junto com a demanda pelo grão brasileiro.
O presidente da Cocatrel (Cooperativa dos Cafeicultores da Zona de Três Pontas), Francisco Miranda de Figueiredo Filho, acredita numa safra de café superior à do ano passado. Porém, os números da Conab – 48 a 52 milhões de sacas – não devem ser alcançados, pelo que constatou Francisco durante conversas com produtores.

Para ele, o Brasil não colhe mais safras totalmente cheias, pois as colheitas grande e pequena têm seguido uma tendência de se aproximar, cada vez mais, de um volume médio. Na Zona da Mata, por exemplo, foram constatadas fortes perdas na época de granação. A seca no início da safra também deve ocasionar decréscimo no volume final. “Os estoques estão baixos e mesmo que tenha grande safra, eles não serão restabelecidos”, diz.

Outro fator que certamente não permitirá o declínio dos preços do café é o consumo ascendente, inclusive nos países em crise. Segundo Francisco, os Estados Unidos mantiveram esse crescimento mesmo a partir de 2008, período de forte crise no país, quando as pessoas pararam de beber na cafeteria e passaram a fazer isso nas suas casas. Atualmente, esse mesmo quadro é visto na Europa. 

Fazendo um parâmetro, na década de 1980 o acréscimo sobre o consumo foi de 1,5% ao ano. Em 1990, aumentou em 2% e nos anos 2000, em 2,5% ao ano. Somente no período de 2000 a 2010, as sacas de café pularam de 105 milhões para 135 milhões.
Por:
João Batista Olivi e Fernanda Cruz
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário