DA REDAÇÃO: Valorização dos grãos em Chicago reflete USDA altista da semana passada

Publicado em 02/04/2012 13:48 e atualizado em 02/04/2012 15:22 536 exibições
Grãos: mercados ainda refletem relatório altista do USDA e operam com ganhos em Chicago nesta segunda-feira. Momento é excelente para produtor travar negócios, pois consultor alerta para movimento de realização destes lucros nos próximos 15 dias.
O Relatório do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgado na sexta-feira (30) segue impulsionando altas na CBOT também neste início de semana. Os números apontaram uma redução de 1,4% na área plantada da soja nos Estados Unidos e o aumento de 4,8% na área de milho. Apesar dessa elevação para o cereal, houve uma queda inesperada de 8% nos estoques do país em relação ao mesmo período do ano passado.

De acordo com Vlamir Brandalizze, analista de mercado, durante as próximas duas semanas, a soja deve manter os bons preços. Nesse período, o mercado deve consolidar as recentes perdas. Depois, a oleaginosa sofrerá uma inevitável realização de lucros por parte dos investidores. Daí para frente, outras mudanças no mercado dependeriam de novos fatores, como uma queda de temperatura nos Estados Unidos e a possibilidade de geada em regiões onde a soja já foi plantada.

Nesta segunda-feira, a soja no porto de Paranaguá está sendo vendida por R$ 58 e em outros portos a até R$ 59, os melhores níveis dos últimos meses de toda esta safra. Esses valores trazem rentabilidade para o produtor, muitos meses antes, inclusive, da evolução do plantio. Por isso, na avaliação de Brandalizze, esta semana é considerada ideal para a venda. 
Por:
João Batista Olivi e Fernanda Cruz
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário