DA REDAÇÃO: Fertilizantes estão mais caros para o agricultor, mesmo com qualidade duvidosa

Publicado em 04/04/2012 14:18 e atualizado em 04/04/2012 17:40 561 exibições
Fertilizantes: insumos acompanham alta dos barris de petróleo e encarecem relação de troca para produtor. Nitrogenados sobem aproximadamente 10% somente neste começo de ano.


A cadeia produtiva do agronegócio se assusta com a alta registrada no custo de produção por conta dos fertilizantes. Somente nas últimas semanas, a Companhia Nacional de Abastecimento (CNA) constatou uma elevação de 10% no teor dos químicos com composição de nitrogenados. Além de estarem mais caros, os produtores também não tem garantia sobre a qualidade desses produtos.

Segundo o assessor técnico da CNA, Bruno Lucchi, já foi possível constatar em um levantamento prévio que o principal insumo para conter pragas das lavouras se valorizou em 9% entre 2010 e 2011. O principal responsável está na alta da cotação do barril do petróleo, negociado hoje a US$ 125.

Outra exigência para com o governo federal é aumentar a fiscalização da qualidade dos defensivos agrícolas, a fim de garantir melhor proteção às lavouras brasileiras. Novos produtos também são impedidos de entrar no mercado e, talvez, baratear os gastos, demoram até 6 anos para serem liberados, quando o prazo máxima deveria ser de até 180 dias.

Por:
João Batista Olivi e Juliana Ibanhes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário