DA REDAÇÃO: Com fiscalização da Receita, oferta de alho chinês diminui e preços seguem firmes para produtor brasileiro

Publicado em 13/04/2012 10:17 e atualizado em 13/04/2012 12:07 820 exibições
Alho: Mercado é altista com maior controle sobre entrada de produtos importados e menor oferta da China e Argentina. Renovação do antidumping acontece em novembro deste ano.
Mercado do alho se encontra bem mais estável do que há três meses. Oferta de alho da China vem diminuindo desde janeiro e oferta da Argentina também apresenta recuo, além de ter menor qualidade. 

Mercado do alho nacional teve pequeno aumento, oscilando entre R$40 e R$45 para o alho 5 e 6, o que representa um custo satisfatório para o produtor, cobrindo os lucros de produção, apesar de não oferecer margem de lucro. 

Melhores preços também são reflexos da fiscalização da Receita Federal à entrada de alho da China, que chegava ao Brasil sem pagar impostos, tirando competitividade do produto brasileiro. 
Nos próximos meses, mercado deve se balizar pela oferta da China, mas ainda assim controle da Receita ajudará no controle dos preços. 

Antidumping

Vencimento do antidumping acontece em novembro de 2012 e processo de renovação já foi iniciado. A medida iguala os preços do alho chinês ao produzido no Brasil. 
Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Fernando Ruiz Dias Junior Guarapuava - PR

    Saudações Paula, creio que o texto cobrindo os lucros esta errado, outra coisa será que você poderia informa mais sobre este vencimento do antidumping.

    atenciosamente, agradeço.

    0