DA REDAÇÃO: Preços do suíno seguem pressionados, apesar de fim da quaresma

Publicado em 16/04/2012 11:27 e atualizado em 16/04/2012 14:01 375 exibições
Suínos: Mercado segue sob pressão da fraca demanda mesmo após período da quaresma. Ainda assim, preços podem melhorar até o final do mês.
Apesar da expectativa de alta nos preços do suíno após a quaresma, movimento de alta só foi observado efetivamente nos preços do atacado, que também foram influenciados pela melhoria significativa nas exportações que vêm sendo maiores que no ano passado.

Por outro lado, os preços do suíno vivo ainda não apresentaram essa melhora, que também não se estendeu aos outros tipos de carne, como boi e frango. 

Exportações - Diversificação dos mercados compradores, como é o caso da Ucrânia, ajudou na melhora das exportações, apesar dos embargos russos a frigoríficos brasileiros, sendo Hong Kong hoje um dos principais compradores da carne suína brasileira. 

Suíno vivo é negociado a R$1,99/kg neste início de semana e a carcaça (atacado) que do início do mês era vendida entre R$3,10 e R$3,20 hoje pode ser encontrada oscilando entre R$3,40 e R$3,60. A expectativa é de melhora gradativa nos preços para as próximas semanas. 
Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário