DA REDAÇÃO: Perdas do Banco JPMorgan provocam forte queda da soja na Bolsa de Chicago

Publicado em 11/05/2012 13:36 e atualizado em 11/05/2012 15:20 812 exibições
Soja: nervosismo no mercado financeiro puxa uma forte baixa em Chicago nesta sexta-feira. Dia é de cautela para negócios, pois fundamentos continuam extremamente altistas para o segundo semestre com a escassez na oferta da soja.
As notícias sobre perdas de até US$ 2 bilhões pelo banco JPMorgan no segundo trimestre, devido a apostas mal-calculadas com derivativos, foram predominantes nesta sexta-feira para o declínio dos preços da soja na Bolsa de Chicago. As baixas chegaram a 45 pontos durante a sessão regular – o cenário é de investidores temendo uma crise semelhante à imobiliária de 2008. 

De acordo com o analista de mercado Pedro Dejneka, há risco de as perdas atuais serem ainda maiores no futuro, “não acho que é, necessariamente, uma repetição de 2008, mas eu acho que é uma coisa que o mercado deve prestar atenção”, diz.  Dejneka explica que o sistema financeiro no mundo, hoje, tem muito capital e as taxas de juros nos países desenvolvidos estão próximas de zero. Assim, os investidores não têm onde aplicar dinheiro, a não ser em apostas no mercado de commodities e financeiro.

Dessa forma, a ligação entre o macrocenário e commodities tem sido inevitável. No caso da soja, embora os fundamentos apontem para um segundo semestre de preços fortemente sustentados, o receio com o mercado financeiro é grande. Segundo Dejneka, os problemas econômicos da Europa e até dos Estados Unidos não estão solucionados e podem interferir negativamente sobre as cotações em Chicago. 
Por:
João Batista Olivi e Fernanda Cruz
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário