DA REDAÇÃO: Em dia de atenções voltadas à CPI do Cachoeira, Código Florestal fica em segundo plano

Publicado em 12/06/2012 13:18 e atualizado em 12/06/2012 15:09 269 exibições
Brasília: Código Florestal é coadjuvante em dia de atenções voltadas à CPI do Cachoeira. Marconi Perillo, governador de Goiás, prestou depoimento de quase 2 horas na CPI. Perillo apresentou defesa com relação às denúncias sobre seu envolvimento com o bicheiro Carlinhos Cachoeira, mas não convenceu.
Na manhã desta terça-feira (12), o governador do Goiás, Marconi Perillo (PSDB), prestou depoimento na CPI do bicheiro Carlinhos Cachoeira. Segundo a repórter, Carolina Bahia, “por quase duas horas, o governador, fez um balanço do seu governo e apresentou uma defesa ponto a ponto das acusações de envolvimento com Cachoeira. Perillo falou da venda da casa, que é o ponto mais complicado, e da contratação de servidores”.

O governador afirmou, que nunca durante o seu governo apoiou o jogo ilegal. Marconi Perillo, conta com forte apoio da bancada do PSDB, que está presente na CPI, e também de alguns aliados que vieram prestar solidariedade ao governador. 

Com isso, as negociações sobre o novo Código Florestal Brasileiro acabam ficando em segundo plano, adiando ainda mais as decisões sobre as mudanças na legislação.

Por:
Kellen Severo/ Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário