DA REDAÇÃO: Cacau - Aumento no volume de entradas pressiona cotações

Publicado em 22/06/2012 11:54 e atualizado em 22/06/2012 14:17 361 exibições
Cacau: Maior volume de entradas no mercado baiano para o período faz com que empresas reduzam seus preços a fim de conter oferta. Produtor recebe entre R$72 e R$75 pela @ de 15 kg, preços no limite da remuneração devido ao aumento de custos com a vassoura-de-bruxa.
Aumento no volume de entradas de cacau no mercado baiano, em quantidades não esperadas para o período do ano, já causam problemas na logística de recebimento do produto, com empresas já operando no limite de produção.

De acordo com o analista de mercado, Thomas Hartmann, em função desse forte fluxo de cacau, as empresas têm reduzido seus preços, a fim de conter a entrada do produto. No entanto, o analista garante que este movimento da indústria é temporário.

NYBOT: Cotações mundiais do cacau são pouco influenciadas pelo mercado brasileiro. “Os preços pagos aqui são uma função das cotações na Bolsa de Nova York e da taxa cambial do dólar”, explica Hartmann.

Preços em queda: No mercado internacional, as cotações se mantêm “fracas”, conforme analise de Hartmann, devido aos estoques excedentes da safra mundial de 2011, que registrou um superávit de produção superior a 350 mil toneladas. Outro fator de pressão negativa sob os preços é a crise mundial nos principais países da Europa, que mantém estagnada a demanda por cacau e chocolate.

Preços pagos ao produtor baiano atualmente oscilam entre R$72 e R$75 por arroba de 15 kg e já deixam de serem remuneradores, pois custos estão mais elevados, principalmente devido à vassoura-de-bruxa. “Preços não devem cair dos patamares atuais, mas não existe perspectiva de melhora nos preços. Preços devem oscilar nesses atuais níveis”, conclui o analista.

Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário