DA REDAÇÃO: Produtores matogrossenses já comercializaram 60% da safra do milho

Publicado em 11/07/2012 14:10 e atualizado em 11/07/2012 16:56 579 exibições
Grãos: Preço do milho no Mato Grosso sobe e está de R$17,00 a R$19,20. Mercado dá sinais de sustentação. Cerca de 60% do cereal da região já foi comercializado, o que deveria reduzir problemas de armazenamento. Falta de estradas, entretanto, prejudica os embarques.
A notícia de que os EUA teriam comprado milho do Brasil, continua refletindo nas cotações do mercado interno. Segundo o presidente da Aprosoja, Carlos Fávaro, o preço do milho no Mato Grosso, está variando de R$ 17,00 a R$ 19,20, dependendo da região. 

“O mercado dá sinais de sustentação, hoje cerca de 60% de milho comercializado, os produtores tiveram a maturidade de vender a futuro e garantir a realização dos seus custos”, explicou o presidente. 

Apesar do cenário positivo, os produtores do estado estão preocupados com a armazenagem do cereal. “O problema é a nossa logística, e essa nova lei que proíbe que os transportadores trabalhem em uma escala um pouco maior, com isso está faltando caminhões nas BRs de Mato Grosso”, explicou Fávaro.

“Temos um aumento de produção, a projeção da safra do estado é de 14 milhões de toneladas, os produtores estão sendo competentes, estamos tendo uma safra recorde, mas a infraestrutura que nós temos é de 30 anos atrás”, finalizou o presidente. 
Por:
João Batista Olivi/ Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • leandro rinaldi martini Francisco Beltrão - PR

    tudo especulaçao e o produtor de suinos e aves vai produzir como? eu quero ver com o talagaço que estao dando na produçao aonde vao enfiar milho e farelo de soja ano que vem aproveitem produtores de milho e soja.so nao esqueçao que depois das trovoadas vem o tempo bom que o que vcs estao passando agora e nos suinocultores estamos passando por uma tempestade que eu nao desejaria nem para o meu pior inimigo .Mas tenho certeza de uma coisa, isso vai passar pois so os fortes sobrevivem.Um abraço de um suinocultor na beira da falencia

    0