DA REDAÇÃO: Com proibição de queimadas em lavouras do interior de SP,cortadores de cana reclamam de más condições de trabalho

Publicado em 25/07/2012 14:07 e atualizado em 25/07/2012 15:53 303 exibições
Cana de açúcar: Após proibição das queimadas nas lavouras, cortadores de cana reclamam de más condições de trabalho. Funcionários dizem que estão trabalhando por mais tempo e de forma mais pesada.
Há duas semanas a Justiça Federal de Piracicaba e de Araraquara, no interior de São Paulo, determinou a suspensão das queimadas nos canaviais. A situação prejudicou as condições de trabalho dos cortadores de cana, que agora precisam fazer a colheita direto na palha.

De acordo com o canavieiro José Clóvis Casarin, que emprega cerca de 500 cortadores, o cenário é muito difícil. "Combinamos e fizemos contrato com os cortadores para cortarem cana queimada, e estamos cortando na palha",diz. O cansaço dos funcionários torna-se maior nesse tipo de serviço, assim como o tempo de trabalho.

Em Piracicaba, há cerca de 4 mil cortadores enfrentando a situação, que prejudica tanto o trabalhador quanto o produtor.
Por:
Thaís Jorge e João Batista Olivi
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário