DA REDAÇÃO: Dilma Rousseff deve vetar alguns pontos da MP 571

Publicado em 20/09/2012 13:29 e atualizado em 20/09/2012 15:14 396 exibições
Código Florestal: Não há representantes dentro do Governo que defendam o setor rural. Não há técnica, e sim ideologias. Presidente deve vetar MP 571 ou parte dela, e produtor rural será punido.
O texto-base da Medida Provisória 571 do Código Florestal foi aprovado no plenário da Câmara dos Deputados na terça-feira (18). Segundo o deputado federal, Abelardo Lupion (DEM-PR), a presidenta Dilma Rousseff pode vetar alguns pontos da medida.

“O ódio que o povo tem da área rural é patente, porque quando você vai tratar tecnicamente de um assunto você não tem eco, nós não temos nenhum representante que defenda o setor rural no Governo, pois o Ministro não conhece nada, e não faz questão de conhecer”, explicou Lupion.

O deputado também sinaliza que o atual Governo não tem nada de técnico é ideológico por extremo. E quando o acordo foi feito na Comissão, a ideia é de que não haveria vetos, em função disso, os parlamentares aceitaram realizar o acordo.

“Além disso, na Comissão Especial 22 votaram por unanimidade, segundo o líder do Governo José Pimentel, votou ele estava lá, o relator senador Luiz Henrique (PMDB), o Jorge Viana (PT) votou, o presidente da Comissão também votou e depois todos eles com bilhetinho, todo mundo amarelou, um bando de despersonalizados”, afirmou Lupion.

Ainda de acordo com o deputado antes da votação na Câmara, os parlamentares se reuniram com o intuito de firmar o acordo. “Nós garantimos uma emenda para que pudéssemos restituir a verdade para que a presidenta não vetasse o artigo 61, que é a consolidação das APP’s, que daria segurança jurídica aos produtores rurais. O Governo quer punir os produtores rurais”, argumentou.

Por:
João Batista Olivi/ Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário