DA REDAÇÃO: Soja recupera ganhos em Chicago

Publicado em 30/10/2012 13:10 e atualizado em 30/10/2012 16:19 236 exibições
Grãos: movimento de alta desta terça-feira (30) reflete otimismo nas Bolsas da Europa e da Ásia. Volatilidade deve permanecer no mercado, que busca novas notícias. Eventuais problemas climáticos na América do Sul podem elevar as cotações das commodities.
Após as fortes baixas registradas ontem (29) na Bolsa de Chicago, nesta terça-feira (30) a oleaginosa opera em alta de pouco mais de 9 pontos nos principais vencimentos. Segundo o consultor de mercado, Glauco Monte, o movimento de hoje reflete o otimismo nas Bolsas de Europa e da Ásia, e o mercado está em busca de novas notícias.

“Teoricamente o mercado deveria ter um suporte maior, e avaliando as exportações norte-americanas observamos que ontem o volume de soja embarcada foi acima do esperado pelo mercado”, afirmou Monte.

Além disso, o consultor sinaliza que a demanda aquecida dá suporte as cotações principalmente da soja, quando acontecem realizações motivadas por fatores macroeconômicos e o avanço do plantio no brasil. E eventuais problemas climáticos na América do Sul podem elevar as cotações das commodities. 

“Veremos o mercado daqui para frente com bastante volatilidade, mas deveria ter um suporte nos atuais patamares”, acredita Monte.

Ainda de acordo com o consultor, o foco do mercado são as exportações, a demanda e a colheita do que efetivamente o plantio brasileiro. Mas quando as atenções voltarem para a semeadura no Brasil, os preços podem subir uma vez que há notícias de ausência de chuvas e pragas em algumas regiões produtoras de grãos. 

“Os preços podem subir, claro que o impacto maior veremos se isso se tornar realidade, pode impactar mais o mercado e caso se torne realidade e haja uma redução na safra brasileira ou um rendimento um pouco menor”, finalizou o consultor. 
Por:
Kellen Severo/ Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário