DA REDAÇÃO: Após mais de 30 dias de chuvas diárias, forte calor prejudica soja em Nova Xavantina (MT)

Publicado em 18/02/2013 16:17 e atualizado em 18/02/2013 16:56
633 exibições
Safra 2012/13: Depois de 35 dias de chuvas diárias, lavouras de soja de Nova Xavantina (MT) agora enfrentam calor que está secando folhas verdes das plantas. Perdas de qualidade e produtividade já são confirmadas para os ciclos precoces e médios, mas variedades tardias, que estão em granação, podem ter perdas ainda maiores.
Depois de passar por um período de mais de 30 dias com chuvas diárias e intensas, as lavouras de soja de Nova Xavantina (MT) sofrem agora com o forte calor. Segundo o delegado da Aprosoja, José Almiro Muller, com o calor as folhas verdes da soja estão torrando e as variedades de ciclos tardios, que se encontram em fase de granação, podem ter prejuízos ainda maiores do que as variedades que mais sofreram com a chuva.

Dos 56 mil hectares plantados com soja no município, cerca de 2 mil foram abandonados por agricultores devido à umidade e baixa qualidade do grão. Produtividade média, segundo ele, não deve atingir 40 sacas/hectare para as primeiras sojas colhidas.

No entanto, tempo firme favorece avanço da colheita da oleaginosa e controle dos focos de ferrugem asiática. Previsões climáticas apontam poucas chuvas para a segunda quinzena deste mês.
Com entrada da safra, preços já começam a cair no município e operam atualmente entre R$47 e R$48 a saca.
Por: Ana Paula Pereira
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário