DA REDAÇÃO: Tangará da Serra (MT) colhe 10% da soja com grãos ardidos

Publicado em 26/02/2013 16:51 e atualizado em 27/02/2013 17:28 686 exibições
Safra 2012/13: Retorno das chuvas excessivas atrapalha colheita da soja em Tangará da Serra (MT). Volume de soja ardida chega a 10% da produção. Plantio da safrinha de milho já ocorre fora da janela ideal no município. Saca de soja transgênica é negociada a R$47 e convencional a R$51.
Em Tangará da Serra (MT) desde o início da colheita clima não tem colaborado com o produtor e chuvas excessivas dificultam avanço dos trabalhos. Segundo o delegado da Aprosoja, Vanderlei Reck Jr., soja é colhida com média de 10% de grãos ardidos. Apesar dos problemas, produtividade média deve ficar em 54 sacas/hectare.

Cerca de 60% da soja foi negociada antecipadamente em Tangará. Atualmente, preços recuaram até 12% em relação aos valores travados. Soja transgênica é negociada a R$47 e convencional a R$51. Segundo o delegado, 60% dos produtores do município plantam soja convencional, pois custo e produtividade são praticamente os mesmos, mas preços são melhores ante as variedades geneticamente modificadas. 

Milho - Plantio da safrinha de milho também acontece com atraso e já fora da janela ideal. De acordo com Reck Jr., cerca de 70% das lavouras com o cereal já foram cultivadas e semeadura deve se arrastar pelos próximos 10 dias no município. 

De acordo com Reck Jr., previsões climáticas apontam bom volume de chuvas para os próximos dias.

Safra 13/14 - Em relação ao mesmo período do ano passado, negociação de insumos para a próxima temporada de verão está atrasada. Segundo o delegado, insumos, fertilizantes e sementes estão mais alto, enquanto preços da soja seguem recuando. De acordo com ele, as contas não fecham e produtor aguarda melhor momento para aquisições. 
Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário