DA REDAÇÃO: Piauí perde 50% da produção de soja com seca e ataque de lagartas

Publicado em 19/03/2013 11:21 e atualizado em 19/03/2013 16:43 1461 exibições
Safra 2012/13: Ataque severo de lagartas (heliothis e helicoverpa) e seca derrubam em 50% produtividade da soja no Piauí. Milho verão tem perdas ainda maiores. Municípios já decretam estado de emergência. Por outro lado, preços são bons e soja é negociada a R$58/saca e milho a R$37/saca.
A seca que atingiu o Piauí irá resultar em uma forte quebra na safra de grãos. Para a soja, a produção não deve passar de 800 mil toneladas, ante as 1,6 milhão/toneladas previstas anteriormente. No caso do milho, a produção deve ser de 350 mil toneladas, contra as 830 mil toneladas estimadas no início da temporada. 

Segundo o vice-presidente do Sindicato Rural de Uruçuí, Altair Fianco, além da estiagem de fevereiro, que chegou a 27 dias, o severo ataque de lagartas (helicoverpa zea e heliothis) e o difícil controle resultou em pelo menos 10% dos prejuízos.  “Eu plantei 400 hectares na minha propriedade de soja precoce, dessequei e no período de carência, que eu estava aguardando para colher, as lagartas literalmente estavam comendo os grãos secos. Eu nunca vi em 58 anos de vida um ataque tão violento dessa lagarta. É um alerta para todos os agricultores do Brasil de que ano que vem teremos um problema seriíssimo com essa praga”, alerta Fianco.

Em algumas áreas a soja sequer será colhida devido à seca e produtores irão entrar com o plantio das safrinhas de feijão e milho. 

Atualmente, a região vive um momento de boas chuvas com previsões de regularidade até meados de abril. No entanto, de acordo com Fianco em Uruçuí deverá ser decretado estado de emergência. Situação que já ocorreu em Bom Jesus, município que sofreu mais com a estiagem.  

Apesar da difícil situação na safra do Estado, os preços dos grãos operam em bons patamares. A saca de soja em Uruçuí é negociada a R$58, enquanto o milho é comercializado com preços a R$37. 
Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário