DA REDAÇÃO: Pragas levam prejuízos para soja, milho e feijão em Coromandel (MG)

Publicado em 28/03/2013 10:59 e atualizado em 28/03/2013 14:21
767 exibições
Safra 2012/13: Soja em Coromandel (MG) tem perdas de até 15% com irregularidade das chuvas e ataque de pragas, que aumentou em 5 sacas/hectare custos da lavoura. Atualmente, excesso de chuvas atrasa colheita. Também em função das pragas, milho verão terá perdas de até 10%. Plantio da safrinha está atrasado no município.
A irregularidade das chuvas leva a perdas e propicia um ataque incisivo de pragas (mosca branca e lagarta do algodão) nas lavouras de soja de Coromandel (MG). As perdas podem chegar a 15% e a produtividade média é de 55 sacas/hectare. De acordo com presidente do Sindicato Rural do município, Rodrigo Herval, somente para o controle da lagarta os custos ao produtor aumentaram em 5 sacas/hectare. Atualmente, o excesso de chuvas dificulta o avanço da colheita e as perdas podem aumentar. 

Há produtores com 1 mil hectares prontos para colher, mas as chuvas localizadas de até 100 mm tem dificultado, explica Herval. Previsões climáticas apontam que precipitações devem continuar pelos próximos dias. 

O milho verão também vem com perdas entre 5% e 10% em função, novamente, da incidência de pragas na variedades transgênicas da primeira geração. Para a safrinha, a área pode ser menor que a expectativa inicial, com produtores migrando para o sorgo em função da falta de chuvas na primeira safra.

No feijão, os prejuízos devem somar 30% da produção estimada diante da incidência da mosca branca. 

Preços Para a soja, as cotações giram em torno dos R$51 e para o milho, os preços oscilam entre R$24 e R$27 no disponível. 
Por: Ana Paula Pereira
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário