DA REDAÇÃO: Relatório do USDA aponta forte recuo na área total de algodão nos EUA

Publicado em 28/03/2013 14:22 e atualizado em 28/03/2013 18:28 643 exibições
Algodão: Relatório de intenção de plantio do USDA aponta forte recuo para a área total dos EUA na safra 2013. Nesta quinta-feira (28), os preços futuros operam em alta. O aumento é reflexo dos números positivos das exportações semanais norte-americanas de algodão.
O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgou nesta quinta-feira (28) o relatório de intenção de plantio que apontou que a área total com algodão nos EUA em 2013 deverá somar 4,57 milhões de hectares. O número representa uma retração de 18,6% em relação ao ano passado, quando foram cultivados 4,98 milhões de hectares.

Segundo o analista de mercado da Safras & Mercado, Élcio Bento, os números vieram em linha com o esperado pelo mercado internacional. Ainda, hoje, foram divulgados os números de exportações semanais dos Estados Unidos. Para a safra 2012/13 o número reportado foi de 143.000 fardos, enquanto, que a para a safra nova foi de 339.700 fardos. Fatores que teriam contribuído para sustentar as cotações futuras na bolsa.

Por outro lado, o analista destaca que o mercado brasileiro está deslocado do mercado internacional. “No segundo semestre do ano passado, tínhamos o mercado olhando para a paridade de exportação, estávamos precisando exportar e o mercado interno se regulou pelo o que pagava no mercado internacional”, explica Bento.

No entanto, o foco do mercado é diferente e é mais interessante importar o produto do que consumir no mercado brasileiro, conforme sinaliza o analista. “Essa mudança se deu, temos um mercado enxuto, exportamos muito e agora temos uma próxima safra que deverá ser menor. As cotações internacionais subiram e mantém essa margem para a elevação no Brasil. Tivemos um mercado testando a linha de resistência de 90 cents de dólar pro libra peso, mas temos uma elevação no acumulado no mês e mesmo que tenhamos uma recuperação no mercado existe uma margem de 5%’, disse o analista.

Por:
Rafael Salomão/ Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Roberto Carlos Maurer Almirante Tamandaré do Sul - RS

    ACHO QUE VÃO PLANTAR SOJA E MILHO ATÉ NO ALASCA.TEMOS QUE PONDERAR PARA ELES AUMENTAR A ÁREA TERÃO QUE PLANTAR EM LOCAIS ONDE A FERTILIDADE É MUITO BAIXA. É MUITA FITA...

    0