DA REDAÇÃO: Produtores expulsos de Suiá Missú (MT) se alojam no posto da mata

Publicado em 05/06/2013 13:01 e atualizado em 05/06/2013 15:04 890 exibições
Situação de Suiá-Missú é discutida em Brasília. Governo não se pronuncia e questão continua pendente na justiça. Reunião com Frente Parlamentar da Agropecuária garantiu o compromisso da revisão de todos os casos de demarcação de terras indígenas. Presidente da associação dos produtores acredita que gleba está entre prioridades.

Em dezembro do último ano (2012) produtores rurais foram expulsos da gleba Suiá Missú (MT) e, desde então, viviam em lonas ao lado de rodovias. Porém, na semana passada, os produtores voltaram ao local e se alojaram no posto da mata. Essa área hoje pertence aos índios da tribo Xavante.

Os produtores junto as suas famílias somam cerca de 500 pessoas. Segundo o Presidente da Associação dos Produtores de Suiá Missú, Sebastião Prado, eles tomaram essa atitude porque foram retirados do local onde viviam e abandonados, sem que o governo tomasse qualquer providência. “O governo tem o péssimo hábito de esquecer os crimes que comete. Nós nos tornamos indigentes sociais e ninguém apareceu para prestar socorro”, diz Prado.

Os produtores rurais temem o risco de um conflito com os índios Xavante: “No nosso grupo existem mulheres e crianças, mas o governo não toma partido algum”, afirma Prado. Ainda de acordo com Prado o processo que os retirou de Suiá Missú foi fraudado e os produtores já entraram com um pedido de revisão da sentença no Supremo Tribunal Federal (STF).

Por:
João Batista Olivi e Paula Rocha
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário