DA REDAÇÃO: Clima – Previsão é de tempo seco em grande parte do Brasil nesta sexta-feira (14)

Publicado em 13/06/2013 13:36 e atualizado em 13/06/2013 17:50 287 exibições
Clima: Confira a previsão do tempo para as principais regiões produtoras do país. Acompanhe a participação de produtores com perguntas sobre o comportamento climático por todo o Brasil.

Nesta quarta-feira (12), uma frente fria chegou a provocar chuvas no estado de São Paulo. Já na manhã desta quinta-feira (13), houve precipitações no estado do Rio de Janeiro, mas o sistema foi embora para o oceano. Hoje, o tempo permanece firme no centro sul do Brasil.

Entretanto, nesta sexta-feira (14) uma nova frente fria deve se formar no interior da Região Sul do país. Situação que irá ocasionar pancadas de chuvas na divisa com o Uruguai. A previsão indica que o tempo deve permanecer seco no Brasil central, Sudeste e interior do Nordeste. Ao longo da costa do Nordeste, continua a chover.

“A tendência é de mais chuvas no centro do sul do Brasil, além da frente fria que se forma amanhã, teremos outros sistemas nos decorrer dos próximos dias. Então a tendência é de altos acumulados de chuvas, principalmente, entre a região sul, parte do estado de SP e MS. As precipitações previstas para os próximos 15 dias preocupam os produtores de trigo”, afirma a meteorologista da Somar Meteorologia, Desirée Brandt.

Paralelo a esse cenário, o tempo deve continuar firme em grande parte do país durante a mobilização nacional contra as demarcações de terras indígenas, que acontece nesta sexta-feira (14) em várias regiões do país. Na região Sudeste a previsão é de tempo firme, no ES há possibilidade de chuvas em pontos isolados. No Centro-Oeste a previsão é de precipitações no extremo sul do estado do MS, mas as chuvas deverão ocorrer no final do dia.

Minas Gerais – Em Candeias no sudoeste do estado a previsão indica tempo seco até o começo de julho. As chuvas deverão acontecer entre os dias 5 a 13 de julho, depois desse período o tempo volta a ficar seco e as precipitações só retornam no final do mês de agosto. “Lembrando que algumas frentes frias conseguem chegar ao estado podem provocar pancadas de chuvas que podem ser fortes”, explica Desirée.

Por:
João Batista Olivi// Desirée Brandt//Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário